mundo mais que perfeito

Share

na escola ensinam a gente a resolver problemas assim: “numa superfície sem atrito dois corpos sem peso…” e por aí vai, como se o mundo só fosse perfeito se abstraíssemos as coisas incômodas.

well, apostar na idealidade tem um preço, até mesmo no nosso ofício. ouça algumas reflexões… imperfeitas

ao pé do ouvido

Share

falamos tanto em interface gráfica, em artes visuais, em webwriting… e esquecemos de um sentido fundamental: a audição. não que a internet deva ser sonora… mas talvez a sensação de que “somos ouvidos” ou de que há muitas “vozes” faça diferença.

ouça essa divagação meio inusitada e diga se faz sentido.

os impagáveis

Share

faz séculos que uma idéia de artigo está na minha cabeça, e não dou conta de formatá-la, lapidá-la, passá-la pro “papel”. o título é “impagáveis”, e tem a ver com os abismos entre preço e valor no nosso métier
enquanto não escrevo, divido essa idéia com vocês.
Vicente Tardin: quando eu escrever isso vai pro webinsider, prometo 🙂
meanwhile, ouçam a versão em áudio

1 110 111 112
Share
Share