sorry, gurus, mas “difícil” não quer dizer superior

Share

eu vim da área de exatas e fui pra área de humanas. em exatas, quanto mais voce sofre, apanha e é torturado, maior o seu motivo de orgulho, já que “humanas é baba”. interface gráfica? “é para os fracos!”. “macho que é macho usa command prompt”, etc etc etc
eu vi de perto essa arrogância e acho que, com a idolatria da tecnologia pela tecnologia, estamos deixando de lado considerações humanas importantíssimas.
ouça uma ponderação rápida sobre o valor da multi-disciplinaridade e o resgate do valor das ciencias humanas

4 thoughts to “sorry, gurus, mas “difícil” não quer dizer superior”

  1. Boa noite,
    Um dos melhores podcast que ouvi, muito interessante. Apesar que eu trabalho com programação e um pouco com design, sou extremamente interessado por questões humanas, sociologia, filosofia etc.
    E acredito que para você criar uma ferramenta para que os humanos possam usar, você deve conhecer como os humanos se comportam e se relacionam com a sua ferramenta. Do que que adianta criar um programa que ninguém consegue usar ou tem interesse.
    Abs,
    Giulian Drimba.
    http://www.giuliandrimba.com

  2. Eu sou formado em Desenho Industrial. Antes disso fiz Engenharia Elétrica. Eu vi o tal masoquismo por 4 anos e desisti. Uma experiência um tanto semelhante à tua. E tb ouvi as mesmas opiniões.
    No ambiente Web, desde 1999 eu ouço: “Webdesigner de verdade usa notepad”

  3. René, gostaria de deixar um pequeno agradecimento por esse episódio do Roda & Avisa.
    Sou estudande de Desenho Industrial, trabalho como designer jr. na área de criação de uma agência web.
    Você como sempre “tocou” no ponto certo de um grande problema que enfrento onde trabalho, que também tem uma área técnica muito mais valorizada pelos meus diretores do que que a área humana, de criação.
    Infelizmente ainda não consegui argumentar de forma efetiva para que esse cenário mude, ou ao menos se torne um pouco menos desproporcional. Os seus argumentos por outro lado foram tão bons que repassei esse episódio a todos da empresa.
    Espero que com isso algo mude, ou ao menos exista a possibilidade de um diálogo para melhorar o nosso trabalho.
    Por fim, gostaria de aproveitar a ocasião e agradecer também pelos outros episódios.
    Você sempre esta provocando diferentes formas de pensar, e isso é uma coisa que me ajuda muito no meu trabalho e aprendizado.
    Como eu disse, eu ainda sou estudante, então conhecer pessoas como você ou ao menos escutar um pouco da sua experiência e forma de pensar são realmente muito valiosos para mim nesse estágio.
    Obrigado

Leave a Reply