o lado B da web 2.0: blog não é panacéia universal

Share

quem trabalha com comunicação sabe que cada momento, cada caso, cada público pede uma solução diferente. a salvação pode ser um email, uma newsletter, um programa de TV, uma ação no rádio, um hotsite ou, quem sabe, um blog.
mas de onde vem esse discurso de que blog é, de alguma maneira, superior e acima do bem e do mal? por que essa coisa messiânica como se um meio X fosse intrinsecamente bom e revolucionário e resolvesse tudo?
eu blogo. eu uso blogs para coisas que não são blogs. mas se alguém me ouve é porque acham que tenho algo a dizer, não porque é… blog
ouça uma reflexão séria sobre algo que deveria ser levado mais a sério: co-mu-ni-ca-ção

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.