2 thoughts to “design mágico”

  1. Agora o conteúdo e o audio casaram. Que eles não se divorciem. Abraço.

  2. Concordo em quase tudo o que vc disse em sua ‘crítica observadora’, digo quase tudo, não porque algo me fez discordar tanto.. pelo contrário. O design de fato perdeu sua semântica original (se é que teve um dia), sob o ponto-de-vista do designer não deixa de ser desanimador.. tanto empenho para um significado e funcionalidade tão primários. Por isso sou adepta das palavras e do bauhaus: “o necessário, nada além do necessário”… e o que é necessário? Infelizmente a sacada publicitária vira regra: “Sede é nada, imagem é tudo”.

Leave a Reply