4 thoughts to “admita: não está “tudo bem””

  1. é o bom e velho problema que ninguém entendeu ainda: O copo com água pela metade, está meio cheio ou meio vazio? Os que dizem meio cheio é a turma do tudo bem, os que dizem meio vazio é a turma do tudo mal. Mas tem os que dizem que está simplesmente pela metade: pra ficar cheio falta isso, pra ficar vazio tem de tirar isso. Esses são os verdadeiros realistas e que tem uma percepção mais refinada das coisas (IMNSHO).

  2. Gostei muito deste pod. Acabei assumindo a coisa do tudo bem – apesar de não estar nada bem. Mas o que tenho visto por aí é que o mundo anda um bocado cruel e as pessoas parecem pouco preocupadas em arrumar soluções. é um sentimento, claro. Mas muitas vezes penso que há um ressentimento geral. Que é mais importante demarcar e ampliar o seu terreno atacando e defendendo do que assumir o tal espírito colaborativo. Não entendi ainda porque as coisas andam assim, mas é um sentimento que compartilho com você. Abs,

  3. Isso me lembrou uma singela canção dos Garotos podres:
    “Oi! Tudo bem?
    Tudo bem…
    Fora o tédio que me consome todas 24 horas por dia!
    Fora a decepção de ontem, a decepção de hoje e a desperança
    crônica do amanhã!
    Tenho vontade de chorar, raiva de não poder!
    Quero gritar até ficar rouco, quero gritar até ficar louco!
    Isso sem contar a ânsia de vomito, reação a tal pergunta
    idiotaaaaaa!
    Fora tudo isso… tudo bem!”
    Te garanto que ouvindo a música, parecerá mais interessante 😉

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.